O PROFANADOR - EDDY VOMIT
"Pensar em demasia é sofrer em constante agonia"
Textos
A MALDIÇÃO DA PEDRA BONITA!!!


SERTÃO NORDESTINO MEADOS DE 1837....
O velho profeta rastejava mórbido pela caatingas do sertão bravio em Serra Talhada. Milhares de romeiros o acompanhavam trazendo velas e imagens de santos famosos e uma esperança louca no olhar faminto, entre choros e lágrimas pequenos rebentos eram trazidos e mal sabiam as inocentes almas a sina triste que lhes aguardava. O tal profeta vestido de túnica branca e usando uma longa barba grisalha embaralhada aos cabelos brancos desgrenhados há anos que manquitolava pelos Sertões pregando a palavra divina, sempre empunhando seu velho cajado de jacarandá com uma velha moeda de ouro dos tempos do Império que  estava cravejada ao centro de tal cajado, o velho ia de cidade em cidade se dizendo milagreiro e mensageiro divino e arrebatava milhares de fieis cegos em ter em que acreditar e a loucura chegava ao ponto de ele dizer que se tratava da própria reencarnação de Jesus Cristo de Nazaré, uma espécie de Cristo nordestinando...
Pobres caboclos acostumados com lendas e atavismos religiosos, acreditavam na desvairada estória do Jesus nordestino e esse lunático que se  dizia santo e que ergueria seu novo reino na Terra à mando do Deus todo poderoso e a pobre  orbe ia ao delírio. Naquele sertão de Pernambuco, o local escolhido fora a cadeia rochosa de Pedra Bonita, no município de Serra Talhada e o infame trazia uma Bíblia sagrada escrita em latim na qual ele dizia algumas palavras erradas ao vento e os infelizes ignorantes que nem sabiam sua língua natal acreditavam naquela blasfêmia. Ao chegar ao cume de Pedra Bonita, o profeta insano incita a orbe a proferir cânticos religiosos e o transe psicótico é inevitável e milhares em uníssono proferem o cântico dos desvairados pela fé perdida:

 
" Oh Deus! Da eterna luz...
Tirai-nos destas trevas horrendas...
Agora sigo meu novo Jesus!
Para a salvação eterna encontrar..."

O tal profeta imitando Moises galga o lado mais alto do rochedo escarpado com agilidade felina  e salta entre as gargantas profundas e perigosas e lá do alto mais íngreme ele instiga os seguidores em êxtase:

- Meus irmãos! Sois vós as ovelhas de uma Nova Era e eu o verdadeiro filho de Deus e somente eu posso lhes salvar das tentações mundanas do demônio. Aqui neste sagrado local, se iniciará a nova casa do senhor meu Pai e vcs minhas santas ovelhinhas serão os primeiros a alcançar o verdadeiro paraíso!" - Gritava alucinado o Profeta do caos...

- AGORA! Que o eterno sacrifício seja feito! O sangue das crianças primogênitas inundará as rochas infames de Pedra Bonita e então os anjos do Senhor virão busca-los através de um portal azul que se abrirá diante de vossos olhos e e poderemos acompanhar os Arcanjos Miguel e Azazel para o Reino de Deus. Habemos alea jacta est! Nós embarcaremos em carruagens dourados com querubins alados nos guiando e cavalos de 3 metros e tbm alados. As crianças em holocausto já estarão salvas do inferno e seu sangue inocente nos salvará de todo o mal... ALELUIA! ALELUIA! Pax divinus est! - gritava o louco com o velho cajado na mão...

- Aproximai-vos irmãos! e entreguem à Deus o que a Deus pertence, para que todo o mal possa ser deflorado e expurgado da Terra. Eu tenho autoridade sobre o divino e o sangue não será em vão! E agora repitam as preces para se livrarem das terríveis maldiçoes de Satanás o pai da mentira...

Todos o milhares de moribundos trazendo seus pobres rebentos faziam uma fila indiana para oferecer a criança ao profeta santo e tinham crianças de várias idades que variavam de 12 até um 1 ano de idade e até recém- nascidos estavam nesta terrível fila hedionda. Muitas dessas crianças choravam de fome e estavam magérrimas pois nada tinham para comer e a morte já esperada seria talvez encurtada e o profeta de olhos arregalados se virou e sorriu o riso dos infames.

Então o louco profeta com os olhos esbugalhados e um riso insano e salivante ergue as mãos para o céu e começa a vociferar uma prece supostamente dita num estranho dialeto pagão que ninguém entendia. Seus olhos em brasas flamejantes começam a sair fora das orbitas e o que se segue é terrificante....

 
" Trazei seus rebentos! Para o sacrifício! E que Deus apareça agora cercado de Serafins para nos liberta de todo inferno na Terra"

Aqui seria traçado um dos mais tristes episódios da ignorância religiosa que se tem noticia. Enquanto centenas de mães levavam seus filhos para o holocausto, outros fanáticos iluminavam o caminho com velas e tochas naquela noite lancinante. Os mais próximos ao profeta tbm usavam túnicas vermelhas e outros ainda mais insanos, urravam impropérios  com seus capuzes negros como a morte num ritual verdadeiramente satânico e entoavam cantigas luciferianas sem o conhecimentos dos imberbes seguidores que pensavam seguir o oposto. Finalmente chega a primeira criança nas mãos do monstro, é um bebê de apenas seis meses. O profeta ergue a criança e prolifera sua loucura insana: - Aqui jaz a primeira alma a embarcar ao paraíso!

Ao proferir esta infâmia, o louco arremessa a pobre criança pela profunda garganta de Pedra Bonita. O baque é ouvido ao longe e um fio de sangue é visto escorrendo nos íngremes rochosos e lava o precipício onde agora o corpinho raquítico do pobre bebê jaz na fria rocha escarpada (ela fora arremessada de uma altura de 30 metros). A multidão em êxtase canta fervorosamente ante este sacrifício nefasto e fica a espera da abertura do portal sagrado  entre as rochas e dos anjos para busca-las ao paraíso. Agora com sede de sangue o monstro pede mais uma criança!

- Trazei-me outro rebento para que o portal sejas realmente aberto! E eu possa de fato libertar vossas almas imundas...

E então mais uma criança é ofertada ao infanticídio. O louco profeta repete o mesmo ritual com este menininho de apenas 2 anos que tbm é arremessado as profundeza das garganta rochosa e os pais da criança em louco gritos de dor e desespero são acalantados pelo profeta que os abraça e diz que eles fizeram o certo para libertar suas almas e a insânia continua e já são 10 corpinhos jazendo sob as rochas e nada de portal se abrir. E a ânsia de morte toma conta do profeta maldito que desta vez recebe de seus escravos de capuz preto irmãos gêmeos e ensandecido como o demônio, o profeta olha para as crianças e diz:

- Então agora chegaram Caim e Abel! Que a profecia se cumpra agora....

Ele ergue um dos gêmeos de apenas 3 anos e corta seu pescoço com afiado punhal fazendo jorrar o sangue infantil por todos os presentes, Com seus cabelos e barbas vermelhos com o sangue nascituro, o demônio grita com a força de seus pulmões:

- Agora! Os portões logo se abrirão...Pois sacrifiquei Caim o assassino de Abel... Mas ao dizer isso, o alucinado tbm ergue o outro gêmeo e enfia o punhal no peito da criança e arranca seu pequeno coração afim de sacrifica-lo ao grotesco fosso escarpado. Mas ao erguer o coração ainda quente e pulsante da criança o doente é alvejado por cinco tiros de rifle. A policia do Império fora chamada pelo prefeito que já desconfiava das loucuras deste profeta e seus asseclas  dos infernos. O seguidores se revoltam e tentam enfrentar a policia imperial que começa a atirar para todas as direções e atinge os loucos de capuz que um a um iam caindo e sumindo nos fossos profundos. Muitos dos seguidores tbm foram mortos pelo contingente imperial que naquela época não levaria ninguém preso e sim a ordem era executar os lunáticos. O comandante da expedição de nome Coronel Justino não acreditou no que via ao ver dezenas de corpos de crianças despedaçadas nos profundos porões de Pedra Bonita e com lágrimas nos olhos ele e diversos jornalistas que tinham ido fazer a cobertura da policia imperial disseram em uníssono:

- MEU DEUS!!! O que foi que fizeram?

Pela manhã, os corpos das crianças foram resgatados e a multidão dispersada. O profeta louco e seus asseclas foram todos mortos num total de 20 corpos que foram deixados para apodrecer nas gargantas íngremes de Pedra Bonita. Alguns seguidores tbm foram mortos, mas foram levados para serem  enterrados por seus parentes que não acreditavam em tamanha loucura religiosa... Os pais que entregaram seus filhos foram presos e levados a condenação para a Capital (lá provavelmente seriam executados). E aos poucos o sertão voltava a sua normalidade e tentava esquecer aquela noite insana.
Ao longe se viam carcarás voando ávidos  para devorar os corpos moribundos que ali jaziam e o profeta caído sob um imensa rocha ainda de olhos abertos e segurando seu rajado cajado parecia vislumbrar sua entrada ao reino de Hades e sua travessia ao Aquerontes o rio dos infernos tamanho era o desespero de sua alma ainda travestida por seus olhos esbugalhados.... Essa foi mais um página da triste estória da loucura religiosa que fora baseada em fatos ocorridos naquela época e que Deus tenha piedade de todas aquelas almas que por  sua ignorância trocaram Deus pelo diabo....

 
"Dizem que até hoje se ouve os gritos e o choro das crianças que ali foram sacrificadas e tbm o riso do louco profeta que muitos dizem vagar como alma penada amaldiçoando o local"
 
FIM!!!
Eddy Vomit
Enviado por Eddy Vomit em 09/07/2021
Alterado em 09/07/2021
Comentários