O PROFANADOR - EDDY VOMIT
"Pensar em demasia é sofrer em constante agonia"
Textos
MEMÓRIAS DE UMA LOLITA!!! (PARTE 2).
A PEQUENA BABUSHKA E SEU PETS...
Aquele fim de ano também foi especial para nós, papai comprou mais batatas e desta vez ele trouxe um enorme pedaço de queijo suíço (aquele redondo e furadinho), ele disse que tinha lhe custado os olhos da cara, mas para papai, tudo lhe custava os olhos da cara. Mesmo assim ele trouxe e como não poderia faltar para ele, trouxe cervejas e vinhos e disse que aquele vinho era especial pois tinha sido da safra de 1945, isto é na época da Segunda Guerra Mundial e era um vinho italiano, mamãe que adorava vinhos ficou entusiasmada, pois há muito tempo que ele não bebia vinho. Para nós papai trouxe Coca-Cola e isso foi uma festa aqui em casa. Pois Coca-Cola para nós era muito raro, festejamos muito esse dia e meu irmão mais velho disse que iria tomar tudo sozinho só para me irritar, daí comecei a chorar e mamãe disse que era brincadeira dele e então eu me acalmei.
Como já tinha dito, papai ficou assistindo missa e ouvindo Bach, enquanto mamãe assava o queijo e cozinhava as batatas. Hum!!! Isso ia ficar delicioso. Ah! Me lembrei, tinha ovos também que mamãe pôs logo para cozinhar junto as batatas para poupar tempo e gás russo. Já era quase meia-noite quando o foguetório começou, eu ouvia muitos fogos de artificio e as vezes parecia ouvir tiros tambem (deviam ser os soldados), lá nos fundos da cidade. Quando deu meia-noite fomos para mesa para a ceia e comemos com prazer nosso pedaço de queijo suíço e nossa Coca-Cola, daí chegou uma surpresa inesperada. Agora eu conto pra vocês! Essa surpresa que veio até à mesa, era meu cãozinho Billy para pedir um pedaço de queijo e pão. Billy era um belo Husky Siberiano de imensos olhos azuis e ele parecia um verdadeiro "Stephen Wolf" branco, era muito arteiro e me lambia o rosto todos os dias e mamãe brigava com ele o tempo todo, mas Billy não estava nem aí. Era o xodó da casa. Agora tenho outra surpresa pra vocês, eu tinha outro bichinho de estimação. Sabem qual era o nome dele? Dog., mas não era um cão e sim um gato siamês de imensos olhos verdes e todo felpudo. Papai colocou o nome dele de Dog., porque disse que assim ele perderia o medo de cachorros, dito e feito, Dog. nunca temeu cão nenhum e era muito amigo de Billy, as vezes ele sumia e ia passear pela vizinhança, passava-se uns dias e ele voltava. Gato é assim mesmo, muito independente. Billy as vezes ficava a mirar o além como se tivesse visto algo, e penso que ele via sim. Billy via vovô e vovó na janela do quarto, pois dizem que os cães podem ver os fantasmas e eu acredito. Vovô e vovó viam me visitar vez em quando. Pronto! Agora nossa família estava completa, eu, mamãe, papai, meu irmão, Billy e Dog. e lá no céu Vovô e Vovó nos observando.
Então o tempo foi passando e passando e eu comecei a frequentar a escola junto com meu irmão e daí as coisas começaram a mudar...Depois eu conto viu!!!!
Eddy Vomit
Enviado por Eddy Vomit em 31/05/2021
Comentários