O PROFANADOR - EDDY VOMIT
"Pensar em demasia é sofrer em constante agonia"
Textos
KARNAL - PONDÉ & CORTELLA: ASSASSINOS DA FILOSOFIA BRASILEIRA!!!

Desde sempre a filosofia com amiga da sabedoria, sempre estimou a seriedade num pensamento elevado, podendo abordar todo e qualquer assunto devido, mas com o cerne da filosofia, isto é, podes filosofar simplesmente, mas deves filosofar e não se mostrar. Sócrates ao mesmo tempo simples e complexo pode servir de arcabouço para um linha da filosofia onde a cátedra universitária nada representa de fato. Mas atualmente tem certos intelectuais que se acham a grande gama dos pensadores brasileiros que transformaram a filosofia brasileira numa pop filosofia, isto é, concatenando com "gênios" como Anitta ou Felipe Neto, dando a total mostra do desprezo a verdadeira filosofia. Menosprezar o pensamento é assassinar a filosofia em seu âmago.
Como disse anteriormente, pode-se falar de filosofia simplesmente, mas não mediocremente nas raias da imbecilidade de um pseudo-saber libertário. De que adiante ser formado em filosofia se adota uma filosofia de esquina que nada contribui para a filosofia estrutural? Ser pop na filosofia é se vender na verdade matando as verdades que um dia tentam ser respondidas em trocas de migalhas e de uma fama fútil que nada agrega em valores espirituais e mentais. Te garanto que Belchior, Raul Seixas ou até mesmo Cazuza tenham sido muito mais filosóficos do que esses 3 assassinos do saber brasileiro. Não discordo do conteúdo filosófico deles, mas sim da venda barata deles para empobrecer a filosofia aos seus fãs que sorvem meras migalhas ultra pops de um saber hightech e totalmente pasteurizado num clima rude de escuridão....
Verdadeiros filósofos brasileiros eram Machado de Assis que decantava a miséria alheia do sofrer em tiradas geniais de um realismo único, tbm cito um Guimarães Rosa que além de ter sido emérito diplomata com um supercultura refinada, destrinchou o sertão de uma maneira única na filosofia cabocla usando um pensamento "Guimarando" com eternos conflitos existenciais na alma e no corpo e ainda posso citar Érico Veríssimo com sua valorosa filosofia dos pampas entre guerras existenciais e armadas, Veríssimo tbm elevou a filosofia brasileira ao status quo de uma sapiência impar. Poderia citar Tobias Barreto, Ariano Suassuna, Nelson Rodrigues, Mario de Andrade e ou Tarsila do Amaral ou ainda Di Cavalcanti em suas filosofias de imagem, mostrando que o Brasil teve sim pensadores louváveis com Monteiro Lobato que traduziu "A HISTÓRIA DA FILOSOFIA" de Will Durant com a maestria de quem destrinchava as fábulas gregas ou francesas abrasileirando-as ao nosso cenário com filosofias dignas de um Voltaire ou Balzac. Estes sim meus amigos eram e são os verdadeiros filósofos do meu Brasil é com esses que eu navego e não perco meu precioso tempo com filósofos pops que envergonhariam Thomas Morus ou Santo Agostinho, talvez até Machievellli esteja se revirando em seu ataúde verificando se os fins justificam mesmo os meios. Neste caso o caldo azedou deveras!!!!!
Além desses 3 pop stars do pseudo-saber, existem outros que estão bebendo da mesma fonte e se tornando populares aos medíocres e impopulares aos eruditos de plantão. Posso citar tbm Viviane Mosé cujo o enredo psicanalista trafega nos mares do progressismo e tbm temos Clóvis Barros Filho que se embebeda do mesmo placebo filosófico em doses alteradas do não-saber que se sabe citando inúmeros autores e dizendo compreende-los na forma pop que na minha opinião não traduz a cultura pop de um Kerouac ou de um Kubrick, isso que eles pregam destoa dos simbolismos do saber em si, tornando-o vulgar, matando Kant, matando Nietzsche ou matando todo qualquer pensador que tenha existido relegando-o aos frascos de Nutella e isso é lastimável.....
Mas acredito que isso tenha uma razão de ser! Lembram dos tempos sombrios que vivemos hoje? Na qual o Globalismo quer mesmo destruir o verdadeiro pensar numa cruzada insana contra tudo que tenha liberdade de fato de pensamento! Sim! Eureca, Arquimedes talvez saísse pelado novamente após descobrir as nuances de um progressismo que tem calcado em escolas como Frankfurt ou Estruturalista ou ainda em Bildeberg, grupos de pensadores que pensam em matar o pensamento e vem matando-o aos poucos de gotas em gotas de encefálicas odes iconoclastas. E quem sabes esse triunvirato tbm não é adepto deste vil sortilégio? Matar a filosofia à todo instante com uma katatonia de pensamentos mesclados na medíocre cultura contemporânea de erros crassos? Estando certo ou não, o entendimento aqui deve se ater no ecumenismo das ideais. Matar ou não matar a filosofia brasileira e até a filosofia mundial? Seria uma bela questão para Hamlet, não?
Vou findar por aqui e espero que esse pobre texto tenha criado algum ponto de interrogação em vossas mentes, pois não quero ser acusado de tbm ajudar a assassinar o saber......
Eddy Vomit
Enviado por Eddy Vomit em 30/05/2021
Comentários