O PROFANADOR - EDDY VOMIT
"Pensar em demasia é sofrer em constante agonia"
Textos
UM CONTO VAMPIRESCO!
 
Num belo quarto a luz de velas, uma jovem de nome Nathasha dormia completamente nua e sonhava com delirios mil. Em seus devaneios, um homem atraente a possuía freneticamente em cima de um divã prateado e o orgasmo que ela sentia era o maior gozo de sua vida, mas de repente o tal homem se transformava numa besta com horrenda face e o coito erótico se tornava animalesco. Ela sentia que o pênis do monstro crescia enormemente e a perfurava até atingir seus intestinos e nesse mesmo ínterim o demônio a mordia com suas presas licantropas e arrancava parte de seu pescoço que esguichava um sangue negro e grosso. O ser aterrador olhava para ela com olhos flamejantes e sorriso angelical numa verdadeira figura surreal. Nathasha aos gritos tentava fugir, mas as unhas da criatura perfuravam seus braços alvos e fincavam sua podridão em suas veias. Nathasha ao acordar sofregamente deste pesadelo, sentiu seu corpo moído e um imensa dor no útero começou a incomoda-la como se tudo que lhe ocorrera fosse tão real que ela realmente tivesse sido destroçada por tal criatura.
Os sinos das doze badaladas noturnas ecoaavam sobre a bizarra Londres da era Vitoriana e as lendas vampirescas emamanavam o ar tétrico do terror. Nathasha tinha medo destas lendas e se arrepiava toda ao imaginar um vampiro a possuindo. Mas como o desejo carnal humano as vezes é hediondo, Nathasha às vezes se masturbava pensando num vampiro a morde-la por todo o corpo, pois afinal ela era virgem e já tinha 20 anos e seu noivado estava demorando muito. Seu noivo o Sr. Maclasty era um jovem banqueiro que há 5 anos noivou de Natasha e prometera casar em 1 ano, mas as viagens e os negocios iam atrasando o casamento a tal ponto que o pai de Nathasha já estava pesando em romper o acordo. Naquela primavera, a família de Nathasha recebeu a visita de seu primo romeno o Dr Petrasku, esse jovem médico há anos que não visitava seus parentes em Londres e na verdade ele ainda não conhecia a jovem Nathasha. Ao serem apresentados, a moça ficou encantada com a cultura e a educação do jovem varão que não tinha mais do que 30 anos e era solteiro e também dono de uma pequena fortuna em libras esterlinas fruto de uma herança deixada por seu pai o conde Rufus que possuia diversas riquezas em terras hungaras e romenas pricipalmente na região dos carpatos.
Logo o casal se afeiçoou de tal maneira que Nathasha passava toda a tarde em companhia do primo e este sempre solidario e cavalheiro lhe fazia corte. Enquanto isso o noivo de Nathasha estava em viagem para Moscou para resolver negócios da família. A bela moça ia aos poucos se apaixonando por Petrasku que parecia não dar muita bola para a formosa prima. Certo dia Nathasha pegou de leve a mão do primo e este com tímidez retirou-a sem dizer nada e baixou os olhos não conseguindo encara-la, Nathasha também ficou envergonhada, mas ao mesmo tempo sentiu uma imensa onda de prazer ao tocar a mão de seu primo, suas entranhas ficaram em brasa. Esse flerte durou mais dois meses até que....
De repente Petrasku desapareceu sem dizer nada, a familia de Nathasha estranhou tal fato e comunicou ao delegado que disse que tentaria entrar em contato com o jovem médico. Nesse mesmo dia o noivo de Nathasha chega da Russia e ficou sabendo do desaparecimento do primo de Natasha e se dispos a ajudar no que fosse preciso. Maclasty parecia estranho pois sequer olhava para sua amada e praticamente não encarava o senhor Filip pai de Nathasha.
Naquela noite chuvosa, Nathasha tem o mesmo pesadelo de antes, só que desta vez ela vê seu noivo a se transformar num demônio e depois mata-la. Assustada Nathasha acorda abruptamente e qual não é seu terror ao ver seu noivo em pé sobre a janela segurando a cabeça de seu primo romeno Petrasku. Com o olhar demoniaco Maclasty diz:

- Chegou a hora querida de você conhecer toda a verdade, você me traiu com este sujeitinho e por isso eu o matei e arranquei sua cabeça para vir lhe mostrar. Seus pais a esta hora também estão mortos e você será a proxima vitima de minha vingança.

- Mas porquê meu amor, o que fizemos a você?

- Você não me fez nada, mas tua família caçou a minha durante séculos. Você sabe da estória?

- Sei, minha família é descesdente dos tlemplários que pertenciam a ordem da cruz e esta ordem caçava vampiros e queimava bruxas.

- Sim, foi por isso que noivei de você, para acabar com seu clã maldito!

Ao dizer isto, Maclasty arreganha suas presas e ataca Nathasha que indefesa vê seu pesadelo se concretizar e sua ultima visão em vida é o olhar maligno de seu noivo que urra ferozmente e a devora e a violenta com todo vigor satânico de um vampiro...
Eddy Vomit
Enviado por Eddy Vomit em 01/06/2009
Alterado em 02/01/2021
Comentários